Dicas Canadá

TOEFL, IELTS, E MAIS: As Provas de Proficiência em inglês

A demanda por cursos de intercâmbio está cada vez maior: Segundo uma pesquisa feita pela pela Belta (Associação Brasileira Especializada em Educação Internacional), houve um aumento de 20.86% de estudantes internacionais entre os anos de 2017 e 2019. Seja para aprimorar o inglês e o currículo com uma experiência internacional ou para imigrar para um outro país, um intercâmbio é uma ótima maneira de atingir seus objetivos.

A imersão com a comunidade local de um novo país fornece não só uma vivência cultural única, mas também é uma ótima chance de aprimorar e até mesmo dominar uma segunda língua, praticando com nativos. Com Universidades que estão entre as melhores do mundo e um povo que é conhecido por ser acolhedor, não é surpresa que o Canadá está entre os lugares mais procurados por brasileiros para intercâmbio, e o país pode ser o destino certo para você. 

O domínio de uma segunda língua, em particular o inglês, já se tornou algo praticamente indispensável no currículo do Brasileiro. Inclusive, segundo uma pesquisa realizada pela Hays Recruiting Experts Worldwide, líder mundial em recrutamento e seleção, 91% das empresas brasileiras exigem algum nível de inglês de seus funcionários.

Além disso, se seu objetivo é fazer algum curso de nível superior em uma instituição internacional, é bastante provável que você precise provar o seu nível de idioma a fim de ser aceito.

Mas como provar seu nível de inglês? Juntamos abaixo os testes mais reconhecidos – tanto no Brasil quanto pelas Universidades Internacionais. Mas antes, algumas considerações:

É importante notar que com exceção do CAE (Cambridge), os exames de proficiência em si não possuem uma nota mínima de aprovação. Cada universidade determinará o próprio requisito de aprovação – por isso, é importante checar as exigências da instituição de sua escolha.

Nenhuma prova é necessariamente fácil ou difícil – cada uma possui um estilo diferente, e será o aluno que vai decidir qual a prova ideal para seu perfil. Independente da escolha, além do conhecimento da língua, é importante se familiarizar com a estrutura da prova, principalmente nas seções de escrita: procure fazer simulados e acessar respostas-modelo.

TOEFL




O exame TOEFL talvez seja o mais conhecido entre os brasileiros. Disponível em mais de 50 datas durante o ano e aplicada em diversas localidades do mundo, a prova é administrada pela Educational Testing Service (ETS), sendo aceita pela maioria das universidades do Canadá e da América do Norte em geral. 

O conteúdo abordado no TOEFL, por ser um teste voltado ao ambiente acadêmico, costuma estar vinculado à vida universitária em geral, que incluem desde conversas entre alunos sobre algum problema da escola, à palestras e aulas dos mais diversos temas. Embora a prova fuja de palavras e linguajar técnico, não chega a ser o inglês que alguém usaria no dia-a-dia – por isso, é importante ter uma preparação adequada.

O TOEFL é feito inteiramente de maneira eletrônica. No centro de aplicação da prova, cada candidato será designada à um computador individual.

Com duração de 4 horas e 30 minutos, o teste é dividido em 4 partes, valendo 30 pontos cada: Reading, Listening, Speaking e Writing.

Reading

30 a 40 perguntas
De 54 a 72 minutos

Na sessão reading do TOEFL, o candidato deverá ler e analisar 3 ou 4 pequenos textos acadêmicos. O candidato não precisa ter entendimento do assunto em questão para responder as perguntas – o vocabulário é sempre contextualizado e claro. 

Como o texto fica disponível na tela junto com as perguntas, a dica é ler primeiro a questão e depois procurar pela resposta na passagem – assim, economizando um tempo precioso!

Listening

5 a 7 gravações 
28 a 39 perguntas
41 – 57 minutos

Com linguagem e sotaque predominantemente americanos, o listening do TOEFL, tem de 3 ou 4 gravações que, assim como o restante da prova, abordam o ambiente universitário, incluindo conversas entre alunos até palestras e aulas. Diferentemente da seção reading, você não terá acesso aos áudios durante as questões  e poderá ouví-los apenas uma vez. Por isso, a dica aqui é diferente! Preste atenção nas gravações e, se possível, faça anotações pessoais.

Speaking

4 tarefas
17 minutos

Como já dissemos, o TOEFL é realizado inteiramente no computador, e isso inclui a seção speaking – as respostas serão gravadas através de um headset para serem corrigidas posteriormente pelos avaliadores. 

Essa parte consiste em 1 tarefa independente e 3 tarefas integradas. A tarefa independente consiste em uma opinião pessoal em relação a algum problema – podendo ser pessoal, social, entre outros. Após a apresentação do tema, o candidato terá 15 segundos para se preparar e 45 segundos para responder.

Já as tarefas integradas envolvem ler um texto, ouvir uma gravação, e depois responder uma questão comparativa entre as duas passagens.

Para tais tarefas, o candidato tem 30 segundos para se preparar e 60 segundos para responder.

Writing

2 tarefas
50 minutos

A primeira tarefa da seção writing do TOEFL consiste em ler uma passagem, escutar um áudio, e depois responder uma questão que compara os dois. Já a segunda tarefa é de cunho pessoal – uma opinião ou preferência sobre um problema ou situação apresentada – novamente, podendo ser de assuntos variados. O importante aqui é escrever um texto claro, eficiente e objetivo, apresentando o seu ponto de vista sem devaneios e com uma boa argumentação. Não utilize gírias ou expressões muito informais – a prova não exige um vocabulário avançado, mas lembre-se do contexto acadêmico que está inserido!

IELTS




Administrado pelo British Council, o teste IELTS possui duas versões: Academic e General – a estrutura das duas é a mesma: O Academic, assim como o TOEFL, é aceito na maioria das universidades dos países de língua inglesa – inclusive o Canadá. Já a versão General é voltada para fins de imigração. Porém, diferentemente do TOEFL, o IELTS apresenta diferentes tipos de sotaque, como australiano e britânico.

O IELTS, como o TOEFL, também é dividido em 4 seções: Listening, Reading, Writing e Speaking. Dependendo da localidade, o teste pode ser realizado de forma digital no computador, ou de forma tradicional, com papel e caneta. Porém, independente da escolha, a seção speaking é feita com um entrevistador, normalmente em uma data diferente do restante do exame.

A prova completa leva em torno de 2 horas e 45 minutos, e cada seção é pontuada com uma nota de 0 a 9. A pontuação final é a média dessas notas.

Reading

40 questões
60 minutos

A seção reading do IELTS exige não apenas vocabulário e interpretação de texto, mas também gramática – a prova é considerada bem exigente nesse ponto. O candidato, assim como no TOEFL, ainda terá acesso ao texto durante as perguntas, por isso a dica é a mesma: ler as questões antes, e só depois o texto. Outro conselho importante é: pratique! Leia conteúdos em inglês, veja filmes e séries com legenda em inglês, etc – quanto mais, melhor!

Listening

4 seções
30 minutos

O candidato analisará 4 gravações de diversos temas e situações, desde conversas do cotidiano entre um grupo de amigos à palestras universitárias.

As perguntas irão testar a habilidade do candidato de entender tanto o conceito principal do tema apresentado quanto informações detalhadas das conversas e aulas.

Writing

2 tarefas
60 minutos

Academic:

Na primeira tarefa, um gráfico ou uma tabela é apresentado e o candidato deve descrever e explicar as informações neles contidos com suas próprias palavras, de forma clara e objetiva.

Já a segunda tarefa, assim como a prova do TOEFL, envolve a opinião pessoal sobre um assunto ou problema apresentado. A diferença aqui é a linguagem da prova: O IELTS exige um tom um pouco mais formal do que o TOEFL.

General:

Na primeira tarefa, a prova expõe um problema e o candidato deverá escrever uma carta explicando ou comentando tal situação. O tom da linguagem aqui vai depender do tema da tarefa, podendo ser pessoal ou formal.

A segunda tarefa envolverá um ponto de vista do candidato frente à uma discussão ou complicação. Aqui, a linguagem pode ser um pouco mais pessoal do que a primeira tarefa.

Speaking

3 partes
11 a 14 minutos.

A seção speaking do IELTS, ao contrário do TOEFL, é feita através de uma conversa com um entrevistador, e é dividida em 3 partes. Primeiramente, o candidato responde perguntas em relação a temas familiares, como família, trabalho e interesses. Depois, um determinado tópico é apresentado, e após de uma preparação de 1 minuto, o candidato pode expor sua opinião por 2 minutos. Por último, o aluno responderá às perguntas do entrevistador, feitas sobre o tema apresentado anteriormente.

CAMBRIDGE




O teste de proficiência de Cambridge, o CAE, pode ser um pouco menos conhecido, se comparado a exames como TOEFL ou IELTS, mas nem por isso é menos valorizado pelas instituições canadenses, sendo aceito nas principais escolas como University of British Columbia e University of Toronto.

A estrutura do exame de Cambridge é semelhante à das anteriores, divididas em 4 seções, com cerca de 4 horas de duração no total.

A pontuação vai de 160 a 210, mas apenas aqueles que conseguirem uma nota maior do que 180 recebem certificado. De 180 a 200, é considerado nível C1, e acima de 200, nível C2.

Leitura, Gramática e Vocabulário.

8 partes
56 questões
90 minutos

O candidato deverá ler e responder questões pontuais sobre diversas passagens apresentadas, que compreendem desde trechos de livros à colunas de revistas dos mais diversos temas. Já as questões variam entre os formatos de múltipla escolha, correspondência ou preenchimento de lacunas.

Escrita

2 tarefas
90 minutos

A primeira tarefa do exame CAE, assim como no TOEFL e IELTS, envolve uma dissertação de cunho pessoal, onde o candidato irá expor sua opinião sobre um determinado tópico. Já a segunda tarefa varia bastante, podendo ser formatos como cartas, propostas, e-mails ou até críticas.

Compreensão

4 partes
30 questões
40 minutos

O candidato deverá ouvir e responder questões sobre gravações de diversos formatos, como trechos de rádio, entrevistas, apresentações e conversas do dia-a-dia. Diferentemente dos demais exames de proficiência, em que o áudio está disponível apenas uma única vez, no CAE, cada gravação é repetida duas vezes,

Expressão oral

4 partes
15 minutos.

Assim como o IELTS, o CAE é feito junto com um avaliador. Essa prova se difere na estrutura: enquanto as duas primeiras tarefas são feitas de maneira individual, as duas demais são feitas em dupla com outro candidato. 

PTE



O PTE, administrado pela Pearson PLC Group, talvez seja o menos conhecido da lista, mas também é uma ótima opção para quem quer comprovar a proficiência no inglês e fazer um intercâmbio para o Canadá. A prova vem se tornando cada vez mais popular, e é aceita por diversas universidades e instituições canadenses. Vale verificar se a instituição de ensino aceita esse teste, ok?

A prova dura entre 2 horas e 30 minutos à 3 horas, e a principal diferença do PTE para os demais testes é a estrutura: enquanto o IELTS, TOEFL e CAE possuem uma divisão clara em suas sessões, o PTE, por sua vez, é considerada uma prova altamente integrada, ou seja, as questões de listening podem estar ligadas às de speaking, por exemplo. 

Mesmo assim, ainda é possível se preparar de maneira objetiva para o teste, estudando o formato geral do exame.

O reading normalmente envolve cerca de 20 a 25 perguntas, em que o candidato deverá responder questões de múltipla escolha, preencher lacunas e reorganizar parágrafos dos textos e passagens apresentados.

Já no listening, após ouvir algumas gravações, o aluna responde questões que podem variar em formatos, como múltipla escolha, resumo das ideias principais da gravação, assim como preenchimento de lacunas.

Por último, as sessões speaking & writing podem solicitar ao candidato que resuma uma palestra, descreva uma imagem, leia um trecho em voz alta ou até que se apresente.

—-
Sendo qual for sua decisão da prova ideal para você, a Canucks oferece diversos tipos de cursos de inglês para garantir a sua melhor nota! Entre em contato conosco agora mesmo para garantir o seu lugar na universidade e na carreira dos sonhos.